Caminhadas por Jundiahy

por José Arnaldo de Oliveira

Ao longo dos anos e dos séculos, as colinas de Jundiahy tiveram caminhos pedestres criados por seus moradores. Imagine essa área adaptada para um formato circular e teríamos algo desta forma (abaixo), com o Largo da Matriz no ponto central.

Ilustra_Centro




















EIXO LESTE-OESTE

O eixo leste-oeste começa no lado leste no rio Jundiaí, na ponte da Estrada de São João e segue uma linha reta pelo Viaduto São João Batista, rua Dr. Torres Neves, Galeria Bocchino, Praça Governador Pedro de Toledo e rua Bernardino de Campos, que termina na rua Bela Vista. Pouco depois havia uma escadaria, atualmente fechada, continuando o caminho para a rua Raquel Carderelli e atual praça Arnaldo Levada, na margem do córrego do Mato.

O caminho é bastante mais suave que os demais. Em paralelo, tem o caso único da rua da Padroeira entre o Largo da Matriz e a Companhia Paulista se articulando com as ruas Barão do Triunfo ou Coronel Leme da Fonseca. .

EIXO NORTE-SUL

O eixo norte-sul começa, no lado norte, na Ponte de Campinas, e uma das alternativas é seguir pela avenida Antonio Segre até a Vila Rafael de Oliveira onde adentra pela rua Nicolau Coelho, passa pela praça do Cruzeirinho e acessa pela rua Rangel o Largo do Cemitério, de onde a rua Campos Salles e as ruas do Rosário e Barão de Jundiaí seguem até a Ponte Torta.

O caminho também é suave e tem, o caso das rotas paralelas da rua dos Bandeirantes e Prudente de Moraes e também do corredor da rua Anchieta, Zacarias de Goes e a avenida Paula Penteado (a rua Torta). 

 


















 
contato@jundiahy.com.br

Museu  brasao_jundPernamb
  Site Map