PONTE TORTA



 

Construída com 50 mil tijolos entre 1886 e 1888, a ponte sobre o rio Guapeva durou pouco como passagem de bondes puxados a cavalo mas virou um marco popular da industrialização dos bairros mais próximos ao centro entre rios (Vila Arens como polo têxtil e Ponte São João como pólo cerâmico e moveleiro) depois da chegada da ferrovia, com investimentos de barões do café e dos imigrantes mais abonados.

 

Alvo de restauração e zeladoria no século XXI, virou monumento com uso constante da praça Erazê Martinho que substituiu a mais ampla praça Sete de Setembro da época de ruas estreitas antes da abertura de avenida.

 

A atração principal é a própria Ponte Torta (praça Erazê Martinho, s/n), que conta com pequenos postes baixos ao redor que abrigam fotos antigas para uma pequena viagem ao tempo dos campos de futebol na várzea, dos familiares que levavam as marmitas para seus pais que trabalhavam nas fábricas ou das mobilizações populares que evitaram sua demolição na década de 1980. É cercada por carros mas também por encostas verdes na paisagem da margem do rio.

 

Uma atração secundária é a Rua Torta (atual avenida Paula Penteado), que começa nela e segue rumo ao centro em um traçado de curva de nível, anterior ao desenho geométrico, que era apropriado para pedestres e animais de carga. Segue pela encosta central, forma um cruzamento triplo com as ruas Senador Fonseca ae Secundino Veiga e depois termina na escadaria da rua Marcílio Dias antes de prosseguir como rua Zacarias de Góes.

 

A área conta ainda com o restaurante Beira Rio (avenida Odil Campos Saes, 15) e com a choperia Telhado Chopp (rua Professor João Luiz de Campos, 59).

 

Outra atração anual é o Bloco da Ponte Torta, realizado aos sábados carnavalescos com saída na lanchonete de veteranos da música Natura (rua Silva Jardim, 197) e que homenageia também o Mercadão da Vila Arens (rua Professor João Luiz de Campos, 210, Jardim São Bento). Eventos independentes, como o Ocupa Ponte Torta, também ocorrem no local da praça.

 

A área conta ainda com outros estabelecimentos que fazem referência ao monumento como o Bar Café Ponte Torta (rua Professor João Luiz de Campos, 349).

Faz ligação com a Esplanada Monte Castelo pelo prolongamento da rua Direita (atual rua Barão de Jundiaí), com a Estrada de Pirapora pelas ruas Atílio Vianelo ou Conde de Monsanto e ainda pela escadaria da Marcílio Dias e com a região do Largo da Matriz e Largo Santa Cruz pela rua Zacarias de Góes.

 

 
 
contato@jundiahy.com.br

Museu  brasao_jundPernamb
  Site Map