LARGO SANTA CRUZ

 

Um dos primeiros pontos de chegada para Jundiahy, era no século XVII um espaço de plantações chamados “largo do rocio”, que também abrigou curtumes de aproveitamento de couro. Tem como referência a praça da Bandeira, entre a Travessa do Triunfo (atual Barão do Triunfo) e a Travessa da Concórdia (atual Coronel Leme da Fonseca).

 

Uma de suas atrações é o centenário Clube 28 de Setembro (rua Petronilha Antunes, 363), surgido no século XIX a partir dos movimentos contra a escravidão da comunidade afrobrasileira e ligada a suas manifestações sociais e culturais ao longo desse tempo.

 

Também está ali a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito (rua Petronilha Antunes, 379), um belo remanescente da mudança de sua sede original no Largo do Pelourinho que foi demolida em 1922 para o prolongamento da rua dos Antunes (atual Rosário).

 

Outro ponto histórico é a própria praça, uma das mais arborizadas do centro entre rios, que no começo do século XX recebeu o primeiro bebedouro público da cidade abastecido com água da Serra do Japi e, em 1978, abrigou o ponto de partida da primeira passeata ecológica de um movimento popular que, cinco anos depois, atingiu a proteção dessa reserva de mata atlântica com o tombamento estadual.

 

Faz ligações com o Largo da Matriz pela Travessa do Triunfo (atual Barão do Triunfo), com a Bela Vista pela Travessa Imperial (atual Bernardino de Campos), com o Largo dos Andradas pela antiga rua Adolfo Gordo (atual Zacarias de Góes) e com o Largo São Jorge pela rua Petronilha Antunes. A partir da década de 1950 passou a ser também o ponto de chegada da avenida Jundiaí, surgida com a era das rodovias.

 
 
contato@jundiahy.com.br

Museu  brasao_jundPernamb
  Site Map